Urologia Pediátrica

Ensinando honestidade e responsabilidade às crianças

Ensinar honestidade e responsabilidade consume tempo e muita paciência. Basicamente não tem nada a ver com ensinar seu filho a dar o laço nos tênis, lição que ele acaba aprendendo após 3 ou 4 explicações.
É necessário muita dedicação pois pode levar um longo tempo para fixar valores.

Podemos ser honestos?

Você pode ensinar honestidade encorajando seu filho(a) a dizer a verdade sempre. É também primordial que a criança possa dizer, explicar o que está em sua mente. Por exemplo, quando a mãe toma um brinquedo da criança pois esta não estava cuidando, estava tentando quebrá-lo, ela sabe que a criança vai ficar brava ou chateada. Agora, pergunte como ela se sente. Diga que não tem problema ela falar que está brava com você, deixe a criança saber que ela pode dizer o que ela está sentindo, sem que você a intimide. Esta estratégia ensina a sua criança que ela pode se abrir e confiar em você.

Uma outra forma de encorajar a honestidade na criança é evitar confrontação no sentido de incentivar a mentira. Ao invés de perguntar: “Paulinho, você pintou a parede?”. Apenas diga, “Paulinho, você sabe que você não pode/deve pintar na parede”. Você já sabe quem pintou na parede, perguntar quem foi apenas vai encorajar a criança a mentir. Evite situações onde a criança achará mais fácil mentir para se livrar de punição. Mesmo um adulto pode se sentir constrangido se outra pessoa perguntar-lhe quem comeu o último pedaço de bolo que estava na geladeira.

Porém, a melhor forma de ensinar honestidade é dar o exemplo. Jamais minta para a criança. Quando um dos pais mente, as crianças acabam achando que mentir é normal, e pior, que mentir é bom. E quando a criança mentir mostra a sua frustração, ou fique brava dependendo da situação. Não aceite pequenas mentiras e desaprove grandes mentiras.

Pensar em não mentir para as crianças pode parecer algo fácil, mas, é preciso ter atenção às palavras: “ Paulinho, vou dar uma saidinha e volto daqui cinco minutos”. Você sai e fica ausente duas ou três horas. Esse tipo de comportamento pode ensinar à criança que ela não pode acreditar sempre naquilo que você diz.

No dia-a-dia dê atenção acentuada à pequenas mentirinhas como:

1. Ao invés de dizer: “Toma aqui seu remédio, é um delícia!” Diga: “Tome seu remédio, ele vai ajudar você à melhorar mais rápido.”
2. Ao sair de casa, é mais válido você dizer que não sabe quanto tempo vai demorar, mas vai fazer o possível para voltar o quanto antes, do que estipular um horário e não cumprir.

Ensinando responsabilidade:

Ensinar responsabilidade para a criança começa com pequenas tarefas. Quando a criança já entende comandos, comece a dar pequenas tarefas a ela como: guardar sua colher na gaveta, colocar os sapatos em determinado local, etc. Tarefas simples que seguem uma rotina e podem ser facilmente memorizadas. Ao completar essas tarefas deixe a criança saber que ela fez um ótimo trabalho elogiando o feito e abraçando-a, por exemplo. As crianças gostam de saber que o que ela fez deixou a mãe ou o pai muito satisfeitos com ela.

Conforme a criança vai crescendo, cabe aos pais ir aprimorando essas tarefas. Ensine a criança a guardar seus brinquedos, arrumar sua própria cama, colocar a roupa suja em lugar apropriado. Assim, você não apenas está desenvolvendo o senso de responsabilidade na criança como também estará criando hábitos que serão muito válidos no decorrer da vida e na convivência com outras pessoas. Cada nova tarefa a ser aprendida requer que você faça juntamente com a criança até que ela entenda como esta tarefa deve ser realizada. E, quando aprendidas, verifique se foram realizadas da forma como foi ensinado. A criança precisa de sua supervisão por um longo período mesmo que ela própria acredite que não seja necessário.

Evite gratificar tarefas domésticas com dinheiro. Pagar para que a criança arrume o próprio quarto o levará para um caminho que não será agradável para você no futuro. A criança deve entender que no lar, todos têm responsabilidades, tarefas diferentes e todos devem participar como família. Se você quiser pagar por alguma tarefa, deixe que esta seja algo fora da rotina como, cortar a grama, pintar a casinha do cachorro, lavar o carro, etc. Mantenha-se firme na rotina de tarefas, não deixe “prá lá” quando a criança não quer efetuar sua tarefa mas também não use da força. A importância da participação deve ficar bem clara dentro do entendimento da criança. Não se apresse, o senso de responsabilidade deve crescer dentro da criança, é algo que se desenvolve, não algo que se implanta pronto.


Texto baseado no livro: „ Parenting for Dummies, 2nd edition
Retirado do site: http://www.efamilynet.com/pages.php/PT/000/honestidade_responsabilidade.htm

 

Localização do Consultório do Dr. José Murillo

Localização

Av. Rio Branco, 2985 sala 605
Centro
Juiz de Fora/MG
36010-012

(32) 3218-9899

Localização completa do consultório do Dr. José Murillo, mostrando locais próximos para estacionamento, pontos de taxi e ônibus.

Fechar

Atendimento

Preencha todos os campos do formulário abaixo para enviar sua mensagem ao consultório do Dr. José Murillo

© 2014. Todos os direitos reservados.